AP.: Gulliver's Kingdom - Japan

Embora o Japão tenha vários parques de diversões abandonados e estranhos, acredito que Gulliver’s Kingdom, parque temático baseado no conto clássico de Jonathan Swift, mereça ganhar destaque...

Bem Vindo a Gulliver's Kingdom!


Gulliver’s Kingdom (ou Reino de Gulliver, se preferirem) ficava a cerca de 2,5 horas a oeste de Tóquio, aos pés do famoso Monte Fuji. A atmosfera surreal, formada pela exuberante paisagem montanhosa do Japão misturada à velha cultura de contos de fadas europeus, faria a viagem valer a pena.
O parque era um espetáculo para a visão: havia um navio pirata, três aldeias distintas, um tobogã, um magnífico lago, e um sistema de trem em miniatura, lojas de presentes (abastecidas com brinquedos e bugigangas), jogos e atrações.

O parque foi inaugurado em 1997, mas foi apenas um exemplo de projeto tipo "ponte para lugar nenhum". Sua construção foi defendida pelo governo japonês e o setor bancário na década de 90, buscando criar alguns postos de trabalho de construção a curto prazo, mas rendendo pouco emprego permanente.


Embora o sopé do Monte Fuji pareça um local ideal para um parque temático, não era exatamente o caso para o Reino de Gulliver. A área de Aokigahara, onde o parque foi construído é conhecida no Japão como "floresta do suicídio" ou “Sea of Trees” (parece ser o segundo local mais popular do mundo entre os suicidas, depois da Golden Gate Bridge de São Francisco – EUA). Como se uma floresta de suicídio não foi suficiente, o parque também ficava perto da aldeia de Kamikuishiki, famosa por ser o local da sede da seita Aum Shinrikyo (que em 1995 realizou um ataque mortal com gás Sarin no metrô de Tóquio).

Aokigahara, ou Sea of Trees
Enfim. O parque foi fechado em 2001 (pouco tempo na ativa, não?), por uma série de fatores (falta de pagamento aos empréstimos bancários, falta de visitantes, fraca venda de ingressos... até que findaram as finanças do parque). O Reino acabou sendo desmembrado. E a principal atração do parque, o corpo gigante (de 147 metros de comprimento) de Lamuel Gulliver continuou amarrada e pregada ao chão, esquecida e abandonada. O imenso Gulliver de concreto continuou descansando à sombra do Monte Fuji (exposto a sol, chuva, grafiteiros...) até que seus restos em decomposição fossem demolidos em 2007.




Próxima parada: Spreepark, em Berlin, Alemanha.

(imagens retiradas da internet)

AP.: Okpo Land - South Korea

A nossa próxima parada poderia ser um bom cenário para uma boa história de terror, ou pelo menos de lendas de lugares mal assombrados, devido ao trágico passado. Este parque esconde uma triste história...

Bem-Vindo à Okpo Land!


Okpo Land foi um dos mais famosos parques de diversões da Ásia. Localizava-se em Okpo-Deng, na Coréia do Sul. Mas o parque não era nenhuma Disneyland... Abrigava apenas um punhado de opções de brinquedos: uma montanha-russa, uma piscina e alguns edifícios para jogos e banheiros.

No entanto, ser o único parque de diversões em uma ilha deu à Okpo Land uma vantagem. O parque foi popular e rentável em seus primeiros anos, mas, na década de 90, as coisas começaram a mudar.

Havia um circuito montado, cujos carrinhos possuíam o desenho de pato. O passeio temático nos patos era uma das principais atrações do parque, mas ficou conhecido por ter causado pelo menos uma fatalidade nos anos 90. O proprietário de Okpo Land não ofereceu nenhuma compensação, explicação ou pedido de desculpas à família da vítima. Na verdade, o parque e o passeio fatal continuaram a operar até 1999, quando a atração ceifou uma segunda vida. Um dos carrinhos descarrilou e capotou. A jovem foi arremessada para fora do carrinho e encontrou a morte na calçada abaixo do brinquedo.
O brinquedo fatal, deixado intacto.
O proprietário do parque desapareceu durante a noite, deixando outra família sem compensação ou pedido de desculpas. O parque enfim foi fechado em 1999, depois de ser considerado inseguro.

A música parou, a diversão acabou, as atrações fecharam e o parque caiu no silêncio profundo e desolado. Após o fechamento, Okpo Land foi abandonada e as atrações foram deixadas no lugar em que estavam, intactos. Por mais horrível que pareça, o carrinho onde a criança caiu para a morte também foi deixado no local, da mesma forma, pendurado sobre os trilhos.

Okpo Land foi deixada em ruínas. Ao longo dos anos, a paisagem começou a ultrapassar os limites do parque e a tomar conta das atrações abandonadas. Galhos torceram-se sobre o esqueleto da montanha-russa. O mato brotou entre os carrinhos de bate-bate. O metal enferrujou e pintura descascou. Ainda assim, o parque permaneceu no topo da colina há mais de uma década, onde se tornou um local favorito para grafiteiros e exploradores urbanos.

Tornou-se conhecido como parque de diversões abandonado da Coréia do Sul. Isso até 2011, quando o parque foi finalmente demolido e o terreno colocado à venda.





Próxima parada: Gulliver's Kingdom, no Japão.

(imagens retiradas da internet)

AP.: Dreamland Nara - Japan

Primeira postagem do que eu pretendo transformar numa série de postagens. Chamarei de Amazing Places (AP). A primeira parada será na região de Nara, próximo à Osaka, no Japão.

Bem Vindo a Dreamland Nara!


Dreamland Nara (que poderia ser traduzido por algo como "Terra dos sonhos em Nara") era um parque temático construído em 1961. Analisando as fotos, é possível perceber que o grandioso parque foi inspirado na Disneyland da Califórnia, EUA. 
A entrada do parque foi projetada para se parecer com a entrada de Disneyland, incluindo o "Main Street, U.S.A" (atração da Disneyland que ambienta-se numa estação de trem) e o familiar Castelo da Bela Adormecida. Além disso, o parque tinha seus próprios mascotes, chamados Ran-chan e Dori-chan, que eram duas crianças vestidas como guardas (muito semelhantes aos guardas da coroa inglesa).

Como qualquer parque, Dreamland Nara continha várias atrações, como:
        ASKA - Uma montanha-russa de madeira, baseada em "The Cyclone", em Coney Island.
        SCREWCOASTER - montanha-russa de aço projetada por Arrow Dynamics (sim, uma empresa que projeta montanhas-russas).
    BOBSLEIGH - Montanha-russa de aço, modelada após Bobsleds Matterhorn (uma atração que intercala duas montanhas-russas).
        FANTASY COASTER
        KID'S COASTER
        FIGURE-8 MONORAIL
- um monotrilho.
Fora isso, o parque ainda apresentava carrossel, pequenas montanhas-russas, ou atrações baseadas em Jungle Cruise (cenários florestais típicos de Indiana Jones) ou Log Flumes (circuito aquático imitando rio). 


Perceberam que todos os verbos estão no passado? Já conseguiram imaginar onde esse texto vai dar? Pois bem. Aos poucos, o parque tornou-se ultrapassado e outros parques foram tomando o lugar, sugando o oxigênio e o público de Dreamland Nara. Em 2006, o parque fechou as portas definitivamente, restando apenas suas ruínas. 


Mas nossa visita ainda não acabou. 

ASKA



Mas, para mim, a mudança mais impressionante foi em Screw Coaster...





Triste ver como um espaço reservado para diversão acaba abandonado, exposto ao sol, chuva, ferrugem. Mas ainda assim, a devastada paisagem pode se tornar mágica e fascinante. Segure suas lágrimas e prepare-se, pois muito mais ainda está por vir. E nossa próxima parada será em Okpo Land, na Coréia do Sul.



(imagens retiradas da internet)

About Me

Minha foto
Marina
Uma garota aparentemente "normal", que curte anime e mangá, e gosta muito de desenhar, ler e ouvir música. Uma garota apaixonada pela vida. Se alguém quiser saber mais, basta perguntar. Minhas páginas na Web: http://marilpatinha.deviantart.com/ http://llamastic.tumblr.com/
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.